Economia de Corrida – Sinopse #AOS

Economia de Corrida – Sinopse #AOS

O crescente número de praticantes de corrida de rua e eventos esportivos é notável nos últimos anos. Paralelamente a isso, cresce cada vez mais o interesse sobre os aspectos referentes à melhora da performance esportiva. Além do consumo máximo de oxigênio (VO2máx) e limiar anaeróbio, variáveis já bastante conhecidas por influenciar a performance, outra importante variável, denominada “economia de corrida”, têm recebido bastante atenção por parte dos atletas, sejam profissionais ou amadores, e da comunidade científica.
Podemos definir a economia de corrida como o consumo de oxigênio necessário para determinada velocidade de corrida. Em termos práticos o atleta mais econômico necessita, ou consome, menos energia em uma mesma velocidade submáxima de corrida, permitindo-o percorrer maiores distâncias.
Neste contexto, estratégias visando à melhora da economia e performance de corrida têm sido sugeridas, entre elas o treinamento de força vem ganhando destaque. Sugere-se que este método pode promover melhora na capacidade de contração muscular, na otimização de energia elástica armazenada no músculo, na flexibilidade, e consequentemente, na mecânica de corrida. Corroborando a afirmativa, após um período de treinamento de força, alguns estudos verificaram melhora na economia de corrida e aumento do tempo de exaustão

Gostou do tema é quer ficar por dentro das estratégias que promovem melhora da economia e performance de corrida?

Assista gratuitamente a aula ministrada pelo Prof. Ms. Leonardo Lima na #AOS do ES e aprenda mais sobre o tema!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.