O post dessa semana da SEGUNDA CIENTÍFICA traz esclarecimentos sobre o uso dos termos “sedentário” e “comportamento sedentário”. Em 2012, o Sedentary Behavior Research Network (http://www.sedentarybehaviour.org) publicou uma Carta ao Editor no jornal Applied Physiology, Nutrition and Metabolism sugerindo a padronização do uso desses termos nas publicações. Nos estudos, comumente ocorrem duas definições distintas para o termo “sedentário”: i) pessoas com comportamento sedentário (i.e., muito tempo dispendido em atividades com gasto energético menor ou igual a 1,5 METs, principalmente na postura sentada e/ou deitada) e ii) pessoas que não atendem as recomendações mínimas de atividade física para saúde (i.e., 150 min/sem de atividade física moderada). Entretanto, é possível que um indivíduo atenda o mínimo recomendado de atividade física para saúde, mas apresente comportamento sedentário ao longo do dia. Além disso, evidências robustas demonstram que muito tempo sentado e pouca atividade física moderada representam fatores de risco independentes e distintos para doenças crônico-degenerativas não transmissíveis (por exemplo, doença cardiovascular, diabetes e cancer). Assim, a proposição do grupo é que: i) qualquer atividade realizada na vigília com dispêndio energético menor ou igual a 1,5 METs na posição sentada ou deitada seja considerada como comportamento sedentário e ii) indivíduos que não atingem as recomendações mínimas de atividade física moderada para saúde devem ser considerados como inativos. Particularmente, acho que a proposição é bastante adequada. Além disso, acredito que num futuro próximo teremos trabalhos investigando, de forma mais robusta, o impacto do comportamento ativo ao longo do dia e do exercício, de forma isolada e associada, sobre indicadores de saúde e aptidão física. O que será que vem por aí?!

Clique aqui para acessar o artigo completo!

Professor/Pesquisador - DEF, UFRN Grupo de Pesquisa sobre Efeitos Agudos e Crônicos do Exercício (GPEACE)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *