15 Comentários

  • Olá pessoal, se tiverem perguntar, lembramos que já podem ser enviadas ao longo da palestra!

    Evidência Saúde Resposta
  • Excelente palestra!Esse assunto é bastante polêmico e é importantíssimo o conhecimento baseado nas evidências ao invés do medo! Parabéns e muito obrigada!

    Gabriela Resposta
  • Para crianças treinadas, que param de treinar ao longo da vida e voltam depois de adultos, o ganho de massa muscular será mais rápido/fácil do que um adulto que treina há alguns anos?

    Gabriela Resposta
  • Prof André, obrigada pela aula excelente!! Vc indicaria uma faixa inicial do número de exercícios para crianças de 10-12 anos? Grata

    Juliana Resposta
  • Show !!!!

    wanderson Resposta
  • Fiquei pensando nas atletas de ginástica olimpica… Como o impacto pode lesionar e prejudicar o crescimento, será que seria interessante o treino de força em conjunto…..mas se for mulher? Será que ajuda?

    Thais Resposta
  • Muitos pais são desencorajados por médicos ao buscar iniciar seus filhos na musculação,
    muitos desses médicos são mais antigos, vcs acreditam que daqui alguns anos, a musculação
    será indicação médica unânime assim como a natação?? Ótima aula, parabéns a todos envolvidos!

    Rafael Bortoluzzi Resposta
  • Será que os profissionais que estão trabalhando nas academias possuem condições de prescrever o treino de força para crianças?

    nloedfisica Resposta
    • Nórton, Nórton! hehehehe

      Daniel Umpierre Resposta
  • Perfeito, André! Como diz o Rafael Longhi – “dá uma olhada no lattes”. Já é um filtro!
    Toma meu like 😀

    Daniel Umpierre Resposta
  • Parabeniza-los pela iniciativa do site, tema muito relevante e polêmico. Muito bem apresentado pelo professor e amigo André Teixeira. Abraços

    Victor Alvim de Rezende Resposta
  • Parabéns André! Ótimo tema!

    Thais Resposta
  • Muito orgulhosa de você querido! Arrasou!

    Conceição Resposta
  • Parabéns pela iniciativa do site, tema muito relevante e polêmico. Mais ficou muito bem esclarecido. abs

    Raimundo de Oliveira Sousa Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *